Quarta-feira, 31.12.08

Contra o EULA do Songbird

O Songbird é um leitor porreiro, mas obriga os utilizadores a aceitarem um EULA para poderem usar os binários. Isto é o mesmo que a Mozilla fazia com o Firefox, até ter sido pressionada a removê-lo.

Qual é a necessidade de um EULA numa aplicação que se diz livre? Eu, pelo menos, não vejo nenhuma. Por isso, usei o getsatisfaction.com para pedir a remoção do EULA no Songbird. Vocês também podem fazê-lo, basta clicarem nesta link e pedirem a sua (do EULA) remoção. Se o número de pessoas a pedir a remoção for em número suficiente, podemos conseguir forçar a equipa do Songbird a retirá-lo.

Não EULAmos, não EULAmos, não EULAmos, não EULAmos. Utilizadores unidos já mais serão EULAdos.

publicado por brunomiguel às 01:17 | link do post | comentar | ver comentários (2)
Terça-feira, 30.12.08

Street Racing da Sertã

xuning

Na Sertã, escreve o João Silas, as pessoas conduzem grandes bólides, como este que vêm aqui na imagem. O João diz que lá os carros não chegam a ter este nível de qualidade artística, mas eu desconfio que este maquinão é de um vizinho dele.

publicado por brunomiguel às 15:40 | link do post | comentar | ver comentários (3)

Couves e batatas

Pôr os reclusos a «cultivar hortas para dar produtos a populações desfavorecidas» é boa ideia, mas vamos lá ver é se eles não cavam de lá para fora. (desclupem, mas a piada era tão óbvia e estava tão a jeito que tinha que ser escrita)

publicado por brunomiguel às 02:49 | link do post | comentar | ver comentários (1)

«Are you feeling lucky, punk?»

Se não estiveres, então é provável que a ansiedade te esteja a turvar a capacidade de te aperceberes do inesperado. E isso, meu caro ou minha cara, é o que te faz queixar da sorte ou falta dela. Pelo menos é o que afirma Richard Wiseman, professor da Universidade de Hertfordshire, que estudou aquilo a que nós chamamos sorte e azar.

Se acharem que o que Richard Wiseman afirma é mentira e que a sorte e o azar são coisas espirituais e assim, vão reclamar com ele. Eu sou só o mensageiro e no mensageiro não se bate.

via Neatorama

publicado por brunomiguel às 00:40 | link do post | comentar

De um restaurante, com amor

O meu irmão trabalha num restaurante chique aqui da zona. Uma das colegas de trabalho dele é, digamos, um bocadinho lerda da cabeça. Entre muitas coisas, algumas demasiado parvas para colocar aqui, destacam-se os seguintes brilhantismos:

  • «sigurança social»
  • «quando o menino nasceu na mijadoura»
  • «vais ao meu cacifro»
  • «não me desnegues»

Esta é a mesma pessoa que, quando mandada parar por um polícia e este lhe pede os documentos, num dia de chuva, sai da miniatura a que chama carro, contorna o veículo, entra no lugar do pendura, abre o porta-luvas e retira de lá os documentos. Sim, ela saiu do carro para entrar no lugar do pendura, em vez de se esticar e retirar os documentos do porta-luvas. E não, tanto quanto sei, ela não tem nenhum tipo de atraso mental.

tags: ,
publicado por brunomiguel às 00:00 | link do post | comentar | ver comentários (7)

do not feed the trolls

Outros blogs meus

pesquisar neste blog

 

subscrever

RSS

Newsletter

posts recentes

arquivos

links